Seguidores

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Na casa do meu Avô

Da janela avistava-se a linha ondulada dos cafezais
E pela estrada de barro passavam os bois em carreata...
Na sala da frente minha avó ensinava letras
aos meninos da roça
No canto a moringa de água fresca sobre a toalha rendada
garantia a placidez da manhã...
No quintal, o doce perfume do jambo maduro
e as galinhas cumprindo sua função universal
Nas paredes do quintal cachos brancos de rosas miúdas
entremeavam-se às flores de São João e
que na minha meninice associava às letras
da música "Capelinha de melão"
Em tardes modorrentas o canto das cigarras
transpunha a condição do tempo que se anunciava
em badaladas claras e musicais do carrilhão,
misturando-se ao cheiro inesquecível dos biscoitos
ainda quentes, saídos do fogão ...
A cama de paina era para mim,menina,
a novidade mais gostosa,o bem mais almejado,
pois como um ninho me acolhia
e como braços ternos me abraçava...
Na parede da sala em formal retrato
uma mocinha com ares comportados,
ao lado um rapaz de olhos sérios, escondia
atrás de seus bigodes, a sua juventude...
Foram ambos o início dessa casa amiga
de tantos sonhos e tantas ilusões
perenizados numa prole imensa,
que colocou em cada um de nós,
um pouco de sua poesia,
de seu jeito de ser,seu coração...


Guaraciaba Perides - 
2001 
( memória de uma menina paulistana, em férias na década de 50, na casa de seus avós em Andradas no sul de Minas Gerais)

28 comentários:

  1. Guaraciaba, seu modo de escrever nos emociona e nos faz viajar no tempo, trazendo ao nosso coração a presença das belezas de nossa vida. Que seu coração bondoso sempre tenha essa luz para nos brindar com seus versos de amor e paz.

    Abs

    Ghost e Bindi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada meus queridos por suas lindas palavras...uma alegria maior pois vocês
      têm a exata noção da visão da vida no seu conceito mais amplo.
      Obrigada e um abraço

      Excluir
  2. OI GUARACIABA!
    QUE LINDO TEU RECORDAR.
    MEMÓRIAS CARINHOSAS DE UMA INFÂNCIA FELIZ, NA CASA DOS AVÓS, QUE SAUDADES!
    ME LEVASTE A TERNAS RECORDAÇÕES,AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Zilani, obrigada pelo comentário.Todos nós temos lembranças de nossa infância
      pois é o momento mágico das descobertas e que levamos como um tesouro por toda nossa vida.
      Um abraço

      Excluir
  3. Emoção pura. As vezes estas recordações tão lindas como as tuas, gritam dentro da gente,
    para amenizar a saudade. Tempos em que o tempo corria lento,como se agradecesse à vida.
    Amei Guaraciaba. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Lourdinha, quando crianças as descobertas se revestem de um caráter quase mágico...imagine quando se vê num lugar diferente, com galinhas no quintal,boiada passando, crianças estudando na casa da professora,biscoitos de polvilho muito comuns em Minas (uma delícia) e ainda a coleção de revistas "Grande Hotel" que pertenciam à minha tia e cujo acesso me era permitido.férias memoráveis.
      Um abraço

      Excluir
  4. Bom dia, bom começo de semana
    hj vim te convidar para comemorar
    meu aniversário, quero dividir minha
    alegria e oferecer um pedaço de bolo
    Venha que a festa já está começando
    Bjuss carinhosos
    ♫•*(¯`v´¯)¸.•*✿ღ
    *◦.(¯`:✿!:´¯) ✿ღ
    *✿.(_.^._)*•.¸¸.•
    ______________Rita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rita...que bom! Feliz Aniversário! Já estou chegando...

      Excluir
  5. Olá td bem por aqui, vim agradecer seu carinho
    no meu aniversário, desejar sempre o melhor pra vc
    Um belo escrito que da saudade
    Venha participar do sorteio do meu Blog será bem vinda (o)
    Abraços
    Rita
    http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com.br/2013/08/sorteio-do-cantinho-virtual-da-rita.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rita, obrigada.Estou torcendo ...
      Um abraço

      Excluir
  6. Procure um lugar próximo à janela
    desfrute cada uma das paisagens
    que o tempo lhe oferecer,
    com o prazer de quem realiza a primeira viagem.
    Não se assuste com os abismos,
    nem com as curvas que não lhe
    deixam ver os caminhos que estão por vir.
    Procure curtir a viagem da vida,
    observando cada arbusto, cada riacho,
    beirais de estrada e
    tons mutantes de paisagem.
    Preste atenção em cada ponto de parada,
    e fique atento ao apito da partida.
    E quando decidir descer na estação
    onde a esperança lhe acenou,
    não hesite.
    Desembarque nela os seus sonhos.
    De aquele abraço apertado nesse Dia Dos Pais ,
    Que espera você na última estação .
    Caso seu pai não esteja a sua espera
    muitos pais estão a espera dos filhos.
    De aquele abraço com um largo sorriso
    o importante é saber , que nesse Domingo
    esteja feliz seja como filha , filho
    ou pai.
    Um abraço e um beijo carinhoso.
    Que seja eterna nossa amizade.
    Caso gostar na postagem
    deixei um mimo para você.
    No Domingo Realizarei o sorteio do livro.
    A venda também na Rede Ponto Frio.
    Para presentear seu Pai.
    Me prometa ser Feliz .
    Evanir S Garcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Evanir pela linda mensagem.
      Que o bem sempre lhe acompanhe e Deus
      esteja com você e sua família.
      Um abraço

      Excluir
  7. Ola Guaraciaba,que beleza de texto......Até eu fiquei com saudades do teu tempo que já passou.Meu maior abraço;SU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Suzane...os tempos de infância são maravilhosos, onde tudo é novo e a descoberta do mundo se reveste de uma novidade a cada momento.
      Um abraço .

      Excluir
  8. OI GUARACIABA!
    PASSANDO PARA TE AGRADECER A VISITA E COMO JÁ COMENTEI, DEIXO MEU ABRAÇO CARINHOSO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Guaraciaba,

    Lindas lembranças expressas num texto que é um encanto.
    Não tenho lembranças assim da época dos meus avós. Meus avós paternos eram distantes de nós e os maternos morreram precocemente. Nem sequer me lembro de minha avó materna.
    Parabéns pelo texto! Delicioso de ler.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Vera Lúcia...eu praticamente cresci junto com meus avós maternos aqui em
      São Paulo, mas algumas vezes viajava com meus pais para a casa dos meus avós no sul de Minas e então realmente era uma outra realidade...casa de interior, pé de jambo, jaboticabeira, biscoito de polvilho, galinhas no quintal, açúcar preto (mascavo), enfim uma vida nova e diferente.Pra você ter idéia a cidade fica a 220Km de São Paulo (Andradas) e levava-se um dia inteiro para se chegar lá!.Muitas saudades.
      Um abraço

      Excluir
  10. Boa noite com bons sonhos
    Uma frase para seu final de semana

    “Esquece esse lance de mudar por alguém. As pessoas que gostarem do seu jeito se aproximarão, e as que não gostarem se afastarão, é simples.”

    ____Renato Russo_____


    ✿*´*✿
    ((♥‿♥)))_(¯`:´¯)
    .../█╲¸✿¯`•.•´
    .._I.I_♥ ¯`:´¯ ✿✿✿____Rita!!

    ResponderExcluir
  11. Na casa do meu avô
    Simplesmente divino!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Rita, pela presença e comentário. sempre é bom ouvir uma palavra de afeto.
      Um abraço

      Excluir
  12. Querida amiga,
    Vim agradecer sua presença lá no meu cantinho!
    Obrigada de todo o coração pelo seu carinho!
    Um lindo dia para você!
    Abraço amigo!
    Maria Alice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Maria Alice, pela gentileza...bons pensamentos geram bons sentimentos que geram sempre o bem. OTIMO DIA E SEMANA!

      Um abraço

      Excluir
    2. Quando venho fazer minhas visitas dominicais, distraio-me com as "outras" reflexões e não "abro" este lindo baú de lembranças. Hoje, vim primeiro aqui e adorei essas suas doces lembranças da casa do seu avô. Não conheci avô, nem materno nem paterno, mas conheci bem, pelos anos 50,casas assim, com essas caraterísticas. Ficam para sempre, na nossa memória. Muito bom! Um abraço.

      Excluir
    3. Oi, Lúcia...uma rica memória de férias que eu passava em Andradas (antiga Caracol) no sul de Minas.Para mim tudo era novidade...boiada passando em frente da varanda e a maior novidade o açúcar preto (mascavo) e o que para mim era açúcar de vidrinho ( açúcar cristal) (rs) e outras tantas lembranças que servem de arquivo histórico de um tempo já antigo.
      Um abraço

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  13. Olá, Guaraciaba.
    Tão bom seu viajar até às origens de seu eu e de sua poesia, que está-lhe entranhada em cada poro, em cada palavra traçada.
    Lindo, Guaraciaba e linda é você com esse jeito poeta de ser.
    Um bj carregado de amizade atravessando essas águas que nos separam ;)

    ResponderExcluir