Seguidores

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

O Andarilho


O Andarilho


Andando pelas estradas
sempre para qualquer lugar.
Enorme na estatura, forte na compleição,
sempre de roupa branca
encardido pela poeira do chão;
chapéu de abas largas e alpercatas nos pés.
Andando...
Visitava os parentes,
almoçava num dos irmãos,
descansava e saía a andar...
Passava pela fazenda de
um outro primo distante,
(parentes não lhe faltavam),
onde jantava, dormia e logo
ao romper da aurora,
partia para outro lugar.
Passou a vida andando,sem casa,
pousando aqui ou acolá...
Quando herdou algum dinheiro
tomou um trem na estação
e se pôs a viajar,
conhecendo o que podia
até o dinheiro acabar.
Da irmã ganhou um relógio,
vendeu, pois segundo dizia
"que a hora não lhe importava,
pois tinha o sol e as estrelas para o tempo marcar"...
Arranjaram-lhe um casamento
para ver se sossegava,
mas, qual o que,não houve jeito,
a noiva ficou a esperar.
Pelas estradas andava,
levava notícias de todos,
da parentela distante,
boa acolhida não
lhe chegava a faltar...
Excêntrico, é verdade,
diziam sempre em desculpa,
mas o que lhe ia no peito,
o que lhe afagava a alma,
quem me contava esta história,
nunca pode imaginar.
Ficou como lenda viva
na história dessa família
e eu, que agora lhes conto,
era ainda muito pequena,
mas trago uma vaga lembrança,
daquele gigante que vinha
vestido de branco e chapéu,
caminhando pela estrada...
Personagem de enredo,
volúpia de liberdade,
andando de léu em léu...

Guaraciaba Perides (2010)

15 comentários:

  1. OI GUARACIABA!
    ESTE PERSONAGEM TANTO PODE SER FRUTO DE TUA IMAGINAÇÃO, COMO REALMENTE TER FEITO PARTE DE TUA INFÂNCIA, GOSTEI DA FORMA QUE O ESCREVESTE, FICOU BASTANTE LÚDICO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Zilani...realmente é verídico e a paisagem postada ao lado é o local de suas andanças ao sul de Minas Gerais.A pessoa em questão era tio de meu pai e eu tenho uma vaga lembrança de sua pessoa chegando pela estrada em uma de suas caminhadas. O resto da sua história foi contada para mim por meu pai
      e ficou na minha memória para sempre como um homem que por algum motivo desprezou os bens materiais em favor de sua liberdade.A vida conta histórias.
      Um abraço

      Excluir
  2. Que bela vida, essa de passear sempre, de transportar consigo tudo o que se tem e o que se é!
    O sonho de muitos, ousado por raros.

    => Crazy 40 Blog
    => MeNiNoSeMJuIz®

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Dulce...o famoso tio Zeca era um dos ídolos de meu pai e visto como excêntrico pela família, tradicional na região e que tinha muito apreço por teres e haveres (rs).Ninguém entendia, mas com certeza, alguns o admiravam pela sua liberdade.
      Um abraço

      Excluir
  3. Tenha Tempo para os seus sonhos, eles conduzem sua carruagem para as estrelas.
    Tenha FÈ em DEUS!
    Tenha um excelente Domingo
    E não esqueça, SORRIA!!
    O sei sorriso pode alegrar a vida dos que te cercam!!
    É difícil compreender o rumo da vida em alguns momentos.
    Mas de uma coisa não se pode esquecer:Nada é a toa.
    Às vezes, o melhor parece ser o pior, e o certo aparenta ser errado,
    mas tudo faz parte, tudo contribui ao crescimento e tem um porquê.
    Viver vai muito além de explicações e
    ultrapassa todo e qualquer entendimento.
    Que Deus abençoe seu Domingo
    paz e luz.
    Beijos no coração e na Alma.
    Evanir.

    A vitória sobre o mundo é a nossa fé.
    1 João 5, 4c

    ResponderExcluir
  4. Só hoje, (gosto de passear nas manhãs de domingo), vim conhecer esse seu tio-avô andarilho. Que personagem tão bonito,Guaraciaba, dá vontade de tê-lo conhecido!
    Interessante, como certas pessoas, que mesmo ligeiramente tenha passado pela nossa infância, deixam a sua "marca". Maravilhosa, e poética a sua narração.
    Um bom domingo, uma boa semana...e meu abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. È verdade ,Lúcia, a história do Tio Zeca era uma das histórias de família que meu pai gostava de contar, inclusive com detalhes bem saborosos...Eu pessoalmente , vi esse tio uma única vez...eu era bem pequena e estava na porta da casa dos meus avós (no sul de Minas) quando vi aquele homem enorme
      vindo pela estrada, roupa branca, chapéu de palha e barba branca, muito calmo e tranquilo.Meu pai reconheceu e o recebeu.Ficou na minha memória.

      Excluir
  5. Guaraciaba,
    Acompanhei esse seu andarilho, de lés a lés, e admirei-lhe a convicção de poeta.
    Excelente!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é A.C., você já conhecia, mas eu postei novamente neste novo blog,porque estou repostando alguns trabalhos que não foram vistos ou pouco vistos (Sonhos e Reflexões II).Eu me lembro que você gostou do espírito de
      liberdade do querido Tio Zeca.Um abraço

      Excluir
  6. Minha querida,

    Que maravilha! Vou ruminar no silêncio de meus cantos...!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Moisés, você que é de Minas, conhece muito bem os personagens que compõe a nossa história ...meu pai contava muito os "causos" de sua terra, de pessoas que não conheci mas que fizeram o substrato de nossa alma.
      Um abraço

      Excluir
  7. Olá Guaraciaba,

    Bela a história deste andarilho contada poeticamente.
    Aposto como ele tinha uma vida leve, descompromissada e feliz.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Vera, de coração para coração...
      Um abraço

      Excluir
  8. OI GUARACIABA!
    PASSANDO PARA TE DESEJAR UMA BELA SEMANA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI

    ResponderExcluir